Pesquisar no blog

terça-feira, 10 de março de 2009

Retórica de Lula em evento do ´Dia Internacional da Mulher´

SOBRE CASO DA GRAVIDEZ INTERROMPIDA DA MENINA DE 9 ANOS, EM PERNAMBUCO, E DOS MÉDICOS EXCOMUNGADOS PELA IGREJA CATÓLICA, LULA PROPÕE O ´DIA DA LUTA CONTRA A HIPOCRISIA´


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a criticar nesta segunda-feira a atitude da Igreja Católica de condenar o aborto da menina de 9 anos supostamente estuprada pelo padrasto em Pernambuco. Ele chegou a propor, durante solenidade em comemoração do Dia Internacional da Mulher, o "Dia de Luta contra a Hipocrisia".

"Vocês viram aquele caso de Pernambuco. É mais do que absurdo. Como você pode proibir a Medicina de cuidar de uma menina que ficou grávida indevidamente?", questionou Lula, defendendo uma luta contra tabus envolvendo as mulheres.

"Só não criamos o Dia da Luta contra a Hipocrisia, mas eu sonho com isso. Precisamos quebrar um monte de tabus. Ninguém disse que tinha que ser assim", disse. "Como cristão, sou contra o aborto, mas como chefe de Estado tenho que tratar como uma questão de saúde pública", destacou o presidente, citando outros casos de discriminação contra o sexo feminino.

Ao observar que existe preconceito contra donas de casa, Lula disse se tratar de um "cinismo cultural". "Não tem tabu e preconceito pior que esse", afirmou, destacando que "o trabalho doméstico, se fosse bom, era o homem quem fazia". A polêmica sobre a autorização para o aborto da menina grávida em Pernambuco intensificou-se com a decisão do arcebispo de Olinda e Recife, d. José Cardoso Sobrinho, que anunciou a excomunhão dos profissionais que interromperam a gravidez e da mãe da garota.

Fonte: Terra

NOTA: Sabe o que eu acho interessante, prezado leitor? O fato de o ´Estado´ não admitir qualquer tipo de ingerência contra si, principalmente de viéis religiosos, mas fazer as mais diversas afirmações contra estes mesmos viéis! Isto ressalta o fato de que o ´Estado´ pode ser laico, mas quem o faz definitivamente não é! Logo, há um erro fundamentalmente pragmático quando se advoga um ´Estado laico´. Isto não funciona na prática. Quando um presidente diz que ´como cristão é contra, mas como chefe de Estado tem de tratar como situação de saúde pública´, ou ele não entendeu o que é ser cristão ou não entendeu o que é ser chefe de Estado ou pior: Nenhum dos dois. A falácia presidencial é revelada neste trocadilho que, ao meu ver, não é acidental. No máximo um ´cristão nominal´ (se é que isto existe), Lula enche a boca nestas ocasiões para afirmar que é cristão e para mostrar que ´uma simples quebra de tabus´ resolve a controvérsia, o que em si, ao meu ver, consiste na real hipocrisia. O Presidente sabe que não é bem assim e deveria agir como chefe de Estado (laico), como afirma que é. Não estou dizendo com isto que sou contra ou a favor do aborto, nem que concordo com a decisão da ICAR, na verdade, tais práticas (excomunhão e as variantes que são observadas para que a mesma se aplique, etc.) são estranhas àquilo que entendo de praxis cristã. Sou contra o aborto. Sou mais contra ainda à inércia das autoridades quanto à real questão: Políticas públicas de conscientização social sobre penas (que deveriam existir, mas não existem!!) ao se cometerem crimes hediondos como o estupro desta pobre menina de 9 anos! Sou contra um Judiciário falido, com juízes tão deslocados da realidade social com seus milhares e milhares de reais de soldo, que vivem ´no mundo da lua´ (literalmente), insuflando uma realidade inexistente nas cabeças de vários jovens que intentam seguir seus passos, pragmaticamente inócuos... Sou contra o descaso social de um governo parcimonioso, populista, que tem seus méritos. Contudo, quando se vê o seu principal representante incorrendo em erros que o próprio governo condena, com chocarrices e galhofices, isto constitui-se em um de seus maiores deméritos.

Lula... por que no te callas?

Em Cristo Jesus,
Pr. Artur Eduardo

2 comentários:

Clóvis Santiago IMW / STPN disse...

Parabéns pelo comentário, existem muitos cristãos nesse momento que tomados pelo sentimento de revolta contra o trangressor(estuprador)e (é de se ficar realmente) esquecem que o estado suprimiu, para não dizer matou, duas vidas às vésperas de se formarem fisicamente e vir ao mundo. Ao Sr Presidente,que como cristão condena, mas como chefe autoriza/apoia. isso que é hipocrisia!

Anônimo disse...

Costumo não argumentar, publicamente, certas opiniões que encontro, principalmente, em midias virtuais. Primeiro, porque não conheço a formação acadêmica e moral de quem a escreveu; segundo, porque tambem não conheço os motivos reais, ou pessoais, que levam o autor a defender determinada idéia ou opinião.
Sobre o "fenômeno" Lula, que na minha opinião foi uma catástrofe de consequencias graves para a nossa sociedade, tenho lido muito sobre acusações e defesas a sua conduta como presidente. Antes sentia raiva, hoje sinto pena desse cidadão. Minha revolta maior se transfere para o germe da questão, ou seja, a causa que deu origem a escolha de uma decisão tão infantil e ignorante. Quando pergunto porque isto aconteceu, todos (ou maioria significativa) dizem que "votei nele para experimentar...", ora, um cidadão que se propõe a votar com a intenção de "experimentar alguma coisa", demonstra uma total irresponsabilidade de um dever de ordem cívica, além da falta de uma formação básica de ordem Moral. Minha tese, a respeito,sempre foi estruturada na preparação e seleção de pessoas para ocupar certos cargos na vida social ou politica. Hoje, reconheço que isto só não basta. Necessário também que aqueles, que desejassem participar como eleitor, fossem obrigados a aprender,de algum modo, a responsabilidade que significa o ato da escolha de uma pessoa para um cargo tão importante. No caso presente, o erro foi cometido e o mal, parece que vai se perpetuar nas proximas eleições.
Quanto a sua opinião sobre o nosso Poder Judiciário, na área do Tribunal federal, posso lhe garantir que, em sua quase maioria, são pessoas idôneas, com uma formação acadêmica e possuidores de personalidade moral bem acima da média, comparando-se com parlamentares ou políticos que ocupam os Poderes Executivo e Legislativo.

Ofertas Exclusivas!!!!