Pesquisar no blog

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Impressionante galáxia espiralada

HUBLLE FOTOGRAFA GALÁXIA ESPIRALADA COMO A VIA LÁCTEA

Uma galáxia quase gêmea da Via Láctea é o objeto central de uma nova foto cósmica feita pelo Telescópio Hubble. A incrível foto mostra a NGC 1073, uma galáxia espiralada como a nossa, localizada a 55 milhões de anos-luz, na constelação de Cetus.

Ao observar objetos cósmicos similares à nossa galáxia, os astrônomos esperam aprender um pouco mais sobre nossas características, que podemos ver apenas do interior.

Essa galáxia é do tipo “barrado”, com centro em forma de barra. Os cientistas imaginam que essa característica acontece quando a gravidade puxa o gás para dentro, oferecendo bastante material para novas estrelas serem formadas. Esse movimento também alimentaria os buracos negros gigantes que os cientistas afirmam existir em quase todas as galáxias.

O universo é repleto de galáxias espirais, com centro em forma de barra ou não. Os cientistas pensam que esse formato acontece conforme as galáxias envelhecem, porque as muito distantes, do começo do universo, não apresentam esse tipo de formação. De fato, cerca de um quinto das galáxias espirais jovens contém barras, enquanto mais de dois terços das mais velhas têm.

Além do mais, é fato que as barras são mais comuns em galáxias bem ordenadas, vermelhas, e menos comuns nas azuis, mais jovens, cheias de estrelas novas.

A nova foto da galáxia NGC 1073 contém mais do que um espelho da Via Láctea. A imagem também revela uma estranha estrutura, parecida com um anel, ao redor da galáxia. Isso é resultado de formações estelares recentes.

Uma grande fonte de raios-X, conhecida como IXO 5, está dentro do anel, e é bem provável que seja um sistema binário composto por uma estrela e um buraco negro orbitando um ao outro.

No topo da imagem está uma série de objetos com uma coloração azul e vermelha, cada um sendo uma galáxia muito mais distante. Você pode ver também três objetos muito brilhantes, que não pertencem à galáxia.

“Na verdade, eles não são estrelas. Eles são quasars, fontes incríveis de luz causadas por matéria esquentando e caindo dentro de buracos negros supermassivos em galáxias que estão, literalmente, a bilhões de anos-luz de nós”, explicam os pesquisadores do Hubble. “O alinhamento da luz deles com a da galáxia pode dar a impressão de que eles estão juntos, mas eles são na verdade alguns dos objetos mais distantes do universo”.



Fonte: Hypescience

Um comentário:

Ângelo dos Santos Monteiro, disse...

Graça e Paz, passei por aqui para fazer uma visita em seu "espaço virtual", e aproveitando a oportunidade, lhe convido a visitar o [Blog do Ângelo], um blog que gira em torno da seguinte temática: "Um olhar bíblico teológico sobre temas atuais e polêmicos". Visite e confira algumas das mais acessadas postagens: O QUE A BÍBLIA FALA SOBRE O SEXO?, ESCOLAS DE INTERPRETAÇÃO NOS TEMPOS DE JESUS, O QUE ESTÃO FAZENDO COM ALGUMAS IGREJAS?, FILME PORNÔ GOSPEL: ACREDITE SE QUISER!, Anjo de luz que me conduz?, A segunda vinda de Cristo - Arrebatamento, Os dinossauros existiram?, Sexo antes do casamento?, Incoerências na cação "Sabor de Mel", Escatologia 15: A cidade que desce do céu, Halloween, uma festa feliz?, Escatologia 4: A grande tribulação (1ª Parte), Benny Hinn e Kenneth Haggin, Incoerências religiosas, e aínda você encontrará disponível outras inúmeras postagens organizadas em seções especiais, tais como: APOLOGIA, ATUALIDADES, CANÇÕES INCOERENTES, ESCATOLOGIA, HERMENÊUTICA, entre outras. Faça uma visita e confira: http://pbangelo.blogspot.com.

Ofertas Exclusivas!!!!