Pesquisar no blog

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Ex-ateu critica livro "Deus, Um Delírio", de Richard Dawkins e fala sobre o Cristianismo

EX-ATEU, QUE JÁ FOI CONSIDERADO COMO O MAIS PROEMINENTE ATEÍSTA NO MUNDO DE LÍNGUA INGLESA, CRITICA O LIVRO "DEUS, UM DELÍRIO", DO INTEMPESTIVO ATEU RICHARD DAWKINS



Antony Flew former atheist ex-ateu

O ex-ateu Antony Flew (foto), que já foi mesmo o ateu mais proeminente no mundo da lingua Inglesa, lança critica mordaz sobre Dawkins, o seu sucessor como ateu mais proeminente:

"O The God Delusion [em português ´Deus, um delírio´] escrito pelo ateu Richard Dawkins é notável, em primeiro lugar por ter conseguído uma espécie de recorde ao vender mais de um milhão de cópias. Mas o que é muito mais notável do que o sucesso económico é que o conteúdo - ou melhor, a falta de conteúdo - deste livro mostra que o próprio Dawkins tornou-se o que ele e seus colegas secularistas acreditam tipicamente ser uma impossibilidade: ou seja, um fundamentalista secular. (a minha cópia do Dicionário de Oxford define um fundamentalista como 'um obstinado ou um adepto intolerante de um ponto de vista')."
FONTE: bethinking.org
Flew abandonou o ateísmo, em 2004 admitiu reconhecer evidências em favor da existência de Deus. Flew afirma que certas considerações filosóficas e científicas o levaram a repensar seu trabalho de apoio ao ateísmo de toda uma vida, para se tornar favorável a um tipo de deísmo, similar ao defendido por Thomas Jefferson:
"Por um lado a razão, principalmente na forma de argumentos pró-design nos assegura que há um Deus, por outro, não há espaço seja para alguma revelação sobrenatural, seja para alguma transacção entre tal Deus e seres humanos individuais".
FONTE: Biola University, [My Pilgrimage from Atheism to Theism An Exclusive Interview with Former British Atheist Professor Antony Flew, Gary R. Habermas, Biola, December 9, 2004. pp 6]
Em 2007, Flew lançou um livro intitulado "There's a God" ("Existe um Deus") aonde, apesar da sua visão particular de Deus, chega mesmo a exaltar o Cristianismo:
"Na verdade, eu acho que o cristianismo é a religião que mais claramente merece ser honrada e respeitada, quer seja verdade ou não sua afirmação de que é uma revelação divina. Não há nada como a combinação da figura carismática de Jesus com o intelectual de primeira classe que foi São Paulo. Praticamente todo o argumento sobre o conteúdo da religião foi produzido por São Paulo, que tinha um raciocínio filosófico brilhante e era capaz de falar e escrever em todas as línguas relevantes".(Antony Flew, There is a God, p. 185, 186)

Fonte: Design Inteligente

NOTA: Não é a palavra de um catedrático ou um pesquisador que vai tornar o Cristianismo mais ou menos relevante, em absoluto! Mas é sempre bom, neste mundo cada vez mais secularizado, ver alguém - principalmente alguém que se dizia ateu - afirmar que Deus existe e observar as particularidades do Cristianismo que o fazem algo muito maior do que uma mera expressão religiosa.

Em Cristo Jesus,
Pr. Artur Eduardo

Um comentário:

artur santos disse...

Boa tarde.

Tenho estudado o conceito de ateismo e estou em concluir, que se trata de uma palavra extraordinariamente paradoxal.

Estou em crer, que poucas pessoas, têm fé que a espécie humana é um ser "divino" à escala local. No entanto digo que tudo o que eu sei de "Deus", me foi transmitido pela educação.

Eu poderia afirmar como Marcus Valério XR. (fundador da filosofia exeriana), sou sentimentalmente teista, intelectualmente agnóstico e pragmaticamente ateu. Todavia, a partir do momento, em que me informam que só existe "Deus", nas suas mais variadas manifestações naturais e que a Humanidade é uma delas, então sou obrigado a reconhecer que o meu agnosticismo é bastante fraco.

especulativamente - artur.

Ofertas Exclusivas!!!!