Pesquisar no blog

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Posse de Obama terá oração de Rick Warren e o bispo homossexual Gene Robinson

BISPO GAY ANGLICANO FARÁ ORAÇÃO POR OBAMA PARA ´CONTRABALANÇAR´ A PRESENÇA DE RICK WARREN, PASTOR CONSIDERADO ´ORTODOXO´, NA CERIMÔNIA DA POSSE



Um bispo abertamente homossexual fará uma oração pelo presidente-eleito Barack Obama durante um evento ligado à posse, no domingo, o que pode atenuar a polêmica em torno de um pastor anti-gay que fará a invocação principal. O bispo Gene Robinson (foto), da Igreja Episcopal New Hampshire, falará no domingo na escadaria do Memorial Lincoln, onde o ativista dos direitos civis Martin Luther King fez o seu famoso discurso "I Have a Dream", em 1963.

"Fico estupefato e recebo com humildade este convite", disse Robinson por telefone. Muitos ativistas democratas e da causa homossexual criticaram Obama por ter escolhido o pastor evangélico Rick Warren para fazer a invocação da posse, na terça-feira, já que isso estaria violando as promessas de inclusão feitas pelo partido.

O próprio Robinson comparou a escolha de Warren a uma "bofetada na cara", mas na segunda-feira disse não acreditar que tenha sido compensado para contrabalançar as críticas, embora tenha admitido que sua oração deve atrair a simpatia dos homossexuais. "É importante que as pessoas se sintam representadas", disse. O convite ao bispo, que manifestou apoio a Obama desde maio, veio há cerca de duas semanas. Os dois se conheceram durante as primárias presidenciais.

Warren, pastor de uma megaigreja do sul da Califórnia, é conhecido por sua atuação contra a pobreza e pela saúde, mas também por ter conclamado seus fiéis a votarem pela Proposição 8, uma lei estadual, aprovada em plebiscito em novembro, que proibia o casamento gay.

Obama em geral se manifesta a favor da união de homossexuais, mas alguns conservadores religiosos viram no convite a Warren (foto) uma forma de se aproximar desse grupo.

A sagração de Robinson como bispo provocou uma polêmica mundial entre os anglicanos (dos quais a Igreja Episcopal é parte). Ele é o primeiro homossexual assumido a comandar uma diocese em quatro séculos desse ramo do Cristianismo. No ano passado, ele estabeleceu uma união civil com seu parceiro de longa data.

Joe Solmonese, presidente da entidade pró-homossexuais Campanha pelos Direitos Humanos, considerou "animador" o convite a Robinson. "O bispo Robinson é um modelo do que a oração deveria ser: reflexão espiritual posta em ação pela justiça", afirmou. O bispo disse que sua oração de domingo "certamente será uma mensagem com a qual qualquer um nesta nação pode se identificar". "E parte da oração será pelo presidente Obama, mas também irei incluir palavras de oração pela nação e por aquilo que eu acho que somos chamados a fazer."

Fonte: Yahoo

NOTA: Não entendo toda esta polêmica. Warren não é aquilo que chamaríamos de ´primor da ortodoxia´ (conforme vc pode ver AQUI). Suas ligações com Obama são de longa data: Mesmo Warren sabendo os posicionamentos radicalmente liberais de Obama, enquanto senador, chamou-o a falar no púlpito de sua igreja. Uma oração, contudo, é uma oração. E Warren seria um nome politicamente correto, pois como já disse no início, é tido como um ´conservador´ nos EUA. Contudo, o estardalhaço homossexual, que grita ´traição´ com tanta força que reverbera por todo o Ocidente, fez efeito: Um bispo gay, um dos causadores do ´racha´ anglicano que vem acontecendo por todo o mundo, fará uma oração também. Que lástima para aquela que já foi conhecida como uma ´nação cristã´. Se a Bíblia perde seu valor enquanto ´manual de fé e prática´, perde valor o Cristianismo inteiro. É justamente isto o que querem estas entidades pró-homossexuais, que apropriam-se de termos universais, como ´Entidade Pró Direitos Humanos´, como se fosse desumano discordar de uma prática que, à luz das Escrituras, é abominável a Deus. Pobre Ocidente ´pós-cristão´...

Em Cristo Jesus,
Pr. Artur Eduardo

2 comentários:

Mayalu Felix disse...

Concordo com seu comentário, pastor, a situação é lamentável. E aqui mesmo, no Brasil, há 'pastores' conhecidos que militam - talvez não abertamente - pela "causa gay".

Mayalu Felix disse...

Olá, pastor,

Aqui no Brasil há pastores conhecidos que trabalham em prol da causa gay. Não é errado trabalhar para que a Palavra de Deus chegue a todos, sejam heteros ou gays -- o errado é mudar a Palavra para satisfazer as grupos.

Fiz uma enquete lá no meu Blog e o convido a participar.

Um abraço,

Maya

Ofertas Exclusivas!!!!