Pesquisar no blog

sábado, 18 de abril de 2009

A religião incriticável ´do amor´

A VERDADEIRA FACE DO ISLAMISMO NO IRÃ


Esta sequência de fotos é de um garoto de 8 anos que foi pego roubando em um mercado, no Irã. A pena: ter o braço esmagado e inutilizado para sempre. Esta brutalidade é encontrada nas regiões aonde os extremismo islâmico é mais vigoroso, e o Irã tem sido visto como o principal reduto de tal extremismo. Reduto ´importador´, diga-se de passagem, haja vista que há mais do que evidências que apontam ações diretas do Irã na desestabilzação da coalizão síria (com a morte do ex-presidente do país, pró Ocidente), dos ataques do Hezbollah contra Israel, na preparação de terroristas enviados ao Paquistão e ao Afeganistão, reforçando o regime Telebã. Não é à toa que nem seus vizinhos o querem com arsenal nuclear posto que o extremismo virou a palavra de ordem do Irã, o que é reverberado pelas declarações terroristas do seu presidente, Mahmoud Ahmadinejad. São conhecidas as pitorescas atrocidades cometidas em redutos da Sharia, a lei islâmica, em algumas partes do mundo. No Norte da África, os extremistas islâmicos mutilam mulheres para que as mesmas não tenham qualquer tipo de prazer. Clérigos radicais islâmicos afirmam que as mulhers não tem alma, o que legimitiza para muitos tal mutilação. Programas de televisão do Qatar, Bahreim, Arábia Saudita, Emirados Árabes, Argélia, Líbia etc. fervilham com clérigos conclamando os fiéis muçulmanos a serem mais radicais com a lei islâmica, ao ponto de vários destes países proibirem quaisquer tipos de manifestações religiosas diferentes ao Islamismo. Há cerca de 19 homossexuais no corredor da morte no Irã (tudo muito bem divulgado) e só Deus sabe o número de homens e mulheres mutilados e trucidados vivos como este garotinho da sequência de fotos a seguir. O Ocidente silencia e a famigerada ONU está para aprovar uma norma que deve ser repassadas aos países afim de que coibam toda e qualquer crítica ao Islã, sendo enquadrada como ´preconceito´!... Veja o ´preconceito´ logo abaixo...

Para ver a sequência ampliada, basta clicar em qualquer lugar das imagens. Recomendo discernimento por parte do internauta.

E este problema gravíssimo tende a se espalhar pelo mundo... Logo abaixo, prezado leitor, apresento-lhe um resumo do documentário ´Obsession´, que já publiquei no blog. Lembro-lhe, através deste excelente resumo, o que pretendem os clérigos radicais do ´incriticável´ islamismo. Parecem cenas de loucos fora dos parâmetros de uma religião que ´é de paz e amor´. Isto não é verdade! O Islã, em si, prega a conversão forçada (algo que pode ser constatado no Corão). Os islâmicos são ensinados a verem os ´infiéis´ (não islâmicos) como sub-humanos, uma raça ´sem inocentes´, conforme pode ser visto no vídeo abaixo. Cada vez mais dissidentes do islamismo têm falado isto, e todos são acusados de morte, o que já teria acontecido se não fosse a proteção de Deus e a guarida do Ocidente. Cerceando os fiéis de acesso à informação, os clérigos radicais islâmicos simplesmente pregam a ´inferioridade´ dos ´infiéis´ e a implantação inquestionável do Islã, numa misto desagradável de retórica vazia, xenofobia explícita e fanatismo religioso. O que o Islã entende como ´verdade´ poderia ser pregado, assim como todo e qualquer pensamento religioso, pois o direito à informação e ao questionamento é algo que todo ser humano deve ter. Não prego a ´extinção´ do Islã, mas o fim de contrastes como este: Como pode alguém querer ser ouvido se este mesmo quer perseguir, matar, destruir àqueles que lhe falam? A ´solução´, prezado leitor, não é o ´fim da religião´, como querem os ateus ´humanistas éticos´ e secularistas. Primeiro, porque isto é impossível; segundo, porque é preciso que haja coragem para que se observe de onde vêm o radicalismo fanático real, o que ele prega, a quem se dirige. Críticas NÃO são fanatismo!! Pontos de vista, típicos do debate, NÃO são fanatismo!! Cercear a informação por motivos quaisquer, insuflando o medo, o ódio, o terror, e principalmente executá-los, é! E pagaremos um altíssimo preço com a covardia ante aos verdadeiros fanáticos que agem como se não houvesse nada nem ninguém em seu caminho!




Em Cristo Jesus,
Pr. Artur Eduardo

3 comentários:

Anônimo disse...

Demônios,demônios.religião falsa e do demônio.Insanos,insensíveis,cruéis,inimigos do bem,como podem perpetrar ato de máxima crueldade contra vítima tão pequena e indefesa que não compreende plenamente,posto que é apenas uma criança pequena, ininputável sem noção plena do certo e errado,que pode ser educada,corrigida,disciplinada e se tornar um cidadão pleno em um futuro próximo.Na verdade os muçulmanos sempre foram assim inimigos do bem,violentos,atroz peseguidores(vide www.portasabertas.org.br).Não se divulgam as crueldades dessa falsa religião amiude,mas ela é bem antiga e repetitiva.Um dia todos eles ainda prestarão contas de seus atos ao DEUS do amor e Criador, e de modo nenhum escaparão.

MIQUELS disse...

Caro Pastor, se vosmecê acha bizarro esse tipo de punição, por que você prega que Deus irá condenar eternamente criaturas humanas no inferno ou lago de fogo, conforme ensina a teologia tradicional?

Grande hipocrisia da parte dos evangélicos da nova era!

Artur Eduardo disse...

Não é hipocrisia nossa, mas falta de entendimento de sua parte. A Justiça de Deus é perfeita, pois é ilimitada. Assim sendo, sua Palavra precisa ser cumprida, doutra forma Deus não seria perfeito. Ao afirmar a morte do homem, mediante o pecado, Deus assim cumpriu com sua Justiça. Observe, contudo, que o próprio Deus, em Cristo, resgata o homem da condenação eterna (todos estão condenados, pelo pecado e consequente separação - Cf. Romanos 3:23 e 5:12). Logo, não vejo um Deus ´cruel´, mas amoroso, puro e justíssimo.

Ofertas Exclusivas!!!!