Pesquisar no blog

sábado, 4 de outubro de 2008

Reportagem apresenta aquela que virá a ser a maior forma de controle pessoal de que se tem notícia (VÍDEO)

A CONTROVÉRSIA SOBRE O ´BIOCHIP´




Comparação do tamanho do biochip ao da agulha de uma seringa, para implante.

Há algum tempo, o Domingo Espetacular apresentou uma reportagem que teve grande repercussão no Brasil. Era sobre o controverso ´biochip´ que, segundo entusiastas defensores da maior de todas as teorias da conspiração, servirá para um controle total e para o cumprimento literal da profecia registrada no livro do Apocalipse. Outros, no entanto, descartam esta idéia como absurda e são defensores do uso do ´biochip´ como um instrumento que viabilizará o acesso às informações sobre os que o utilizam, de maneira muito mais rápida e segura. Veja a reportagem:



A profecia do livro do Apocalipse, também motivo de acalorados debates acadêmicos, é a que registrada no capítulo 13:
"Vi emergir do mar uma besta que tinha dez chifres e sete cabeças e, sobre os chifres, dez diademas e, sobre as cabeças, nomes de blasfêmia. A besta que vi era semelhante a leopardo, com pés como de urso e boca como de leão. E deu-lhe o dragão (´satanás´, grifo nosso) o seu poder, o seu trono e grande autoridade. Então, vi uma de suas cabeças como golpeada de morte, mas essa ferida mortal foi curada; e toda a terra se maravilhou, seguindo a besta; e adoraram o dragão porque deu a sua autoridade à besta; também adoraram a besta, dizendo: Quem é semelhante à besta? Quem pode pelejar contra ela? Foi-lhe dada uma boca que proferia arrogâncias e blasfêmias e autoridade para agir quarenta e dois meses; e abriu a boca em blasfêmias contra Deus, para lhe difamar o nome e difamar o tabernáculo, a saber, os que habitam no céu. Foi-lhe dado, também, que pelejasse contra os santos e os vencesse. Deu-se-lhe ainda autoridade sobre cada tribo, povo, língua e nação; e adorá-la-ão todos os que habitam sobre a terra, aqueles cujos nomes não foram escritos no Livro da Vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo. Se alguém tem ouvidos, ouça. Se alguém leva para cativeiro, para cativeiro vai. Se alguém matar à espada, necessário é que seja morto à espada. Aqui está a perseverança e a fidelidade dos santos. Vi ainda outra besta emergir da terra; possuía dois chifres, parecendo cordeiro, mas falava como dragão. Exerce toda a autoridade da primeira besta na sua presença. Faz com que a terra e os seus habitantes adorem a primeira besta, cuja ferida mortal fora curada. Também opera grandes sinais, de maneira que até fogo do céu faz descer à terra, diante dos homens. Seduz os que habitam sobre a terra por causa dos sinais que lhe foi dado executar diante da besta, dizendo aos que habitam sobre a terra que façam uma imagem à besta, àquela que, ferida à espada, sobreviveu; e lhe foi dado comunicar fôlego à imagem da besta, para que não só a imagem falasse, como ainda fizesse morrer quantos não adorassem a imagem da besta. A todos, os pequenos e os grandes, os ricos e os pobres, os livres e os escravos, faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte, para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tem a marca, o nome da besta ou o número do seu nome. Aqui está a sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Ora, esse número é seiscentos e sessenta e seis."
Os que defendem um cumprimento preterista do Apocalipse, ou seja, que o livro cumpriu-se na História, não têm explicações convincentes para passagens como a do capítulo 13, pois nunca se soube de tal medida de controle nem nos dias das maiores perseguições à Igreja pelo império romano. Outros entendem que João, o apóstolo, autor do livro, falou em termos simbólicos e que é impossível discernir o que é simbolismo alegórico do que é fato, no livro. Alguns entendem que a profecia aponta para um cumprimento que está acontecendo nos dias atuais, outros discordam. O fato é que a tecnologia do ´biochip´ parece, mesmo, que veio para ficar. Esta será a maior forma de controle individual de que se tem notícia e, observe caro leitor, todas as informações possíveis sobre o indivíduo estarão presentes no chip, desde multas de trânsito não pagas à ficha pessoal de saúde.

Dê a sua opinião sobre o polêmico ´biochip´. Envie um comentário. Se souber de novos fatos sobre o assunto, compartilhe conosco. Este é um dos objetivos de blogs como este: O compartilhamento de informações e opiniões!

Em Cristo Jesus,
Pr. Artur Eduardo

6 comentários:

Vinícius disse...

Graça e paz, pr. Artur!

Eu particularmente não consigo ver no livro de Apocalipse tanta literalidade a ponto de afirmar que o selo na mão e na testa seja esse tal biochip. Não sou preterista; também tenho um conhecimento muito limitado de escatologia.

Concordo com muito do dispensacionalismo, mas tenho sérias ressalvas quanto a essa escatologia excessivamente rígida defendida por ele. Quando falo rígida, me refiro a essas previsões que, para mim, beiram a adivinhação.

Mas, como eu disse, não sei quase nada sobre escatologia. Falei só pra motivar o debate.

Em Cristo Jesus,
Vinícius
(http://marcados.wordpress.com)

Vinícius disse...

Só esclarecendo:
Eu creio de todo o coração em uma interpretação literal das Escrituras. A Bíblia é a Palavra de Deus, inerrante, infalível, não um mero registro de crenças religiosas e fábulas desprovidas de veracidade. A Bíbia foi, sim, "soprada por Deus", sendo a Grande e Única regra de fé e prática para o Cristão, que nasceu de novo e recebeu a vida de Cristo nele.

As minhas ressalvas à escatologia dispensacionalista não são quanto à sua literalidade, como talvez tenha parecido no meu outro comentário. São, na verdade, quanto à ligação entre a narrativa bíblica e os fatos históricos e/ou contemporâneos. Embora faça sentido muitas vezes, parece-me que outras tantas o dispensacionalismo "força a barra" da interpretação. A meu ver, é este o caso do biochip.

Novamente, reitero meu mínimo conhecimento de escatologia. Mas, como vi que minhas poucas palavras no primeiro comentário tinham deixado margem a entendimento errado, achei por bem completá-lo com este aqui.

Em Cristo Jesus, que nos reune em um só Corpo,
Vinicius Pimentel
(http://marcados.wordpress.com)

Artur Eduardo disse...

Caro Vinícius, paz.

Também não sou dispensacionalista, nem preterista.

[]´s

Pr. Artur Eduardo

Vinícius disse...

Como o sr. vê então os fatos narrados no Apocalipse, especialmente essa questão do selo da besta?

Faculdade Teológica disse...

Que Deus continue abençoando seu trabalho e nos edificando com seus post Fica Na Paz!!!!
Abs!
Faculdade Teológica

jose carlos disse...

É extremamente significativa a afirmação do apóstolo João em sua primeira epístola cap. 2:18, quando ele diz aos seus contemporâneos: Filhinhos, é já a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também agora muitos se têm feito anticristos; por onde conhecemos que é já a última hora. A "escatoloucologia" de nossos dias não quer olhar e entender os dias dos apóstolos com suas afirmações claras e objetivas, nada latente, ou dissimulada. Um pouquinho de bom senso e uma pitadinha de enobrecimento por parte da cristandade atual irá tornar preclaro o prefalado tópico. Veja-se: Primeiro, temos que encontrar nos escritos dos apóstolos do Cristo a definição bíblica de anticristo, anticristos, besta, bestas, prostituta, falso profeta etc, etc. "Anticristo" só aparece nas epístolas de João (1JO.2:18,22; 4:3 e 2Jo.7). O que é ensina do aqui é tudo que temos no NT sobre o Anticristo. Sinceramente, o que João ensina é completamente diferente da representação atual do Antimessias, veja-se: João diz que qualquer um "que nega que Jesus é o Cristo é um anticristo (1Jo.2:220. Qualquer um que nega o Pai e o Filho, também é um anticristo (1Jo2:22,23). Qualquer um e/ou todo espírito que não confessa a Jesus, também o é (1Jo.4:3). Aqueles que não confessam Jesus Cristo vindo em carne; é o enganador e o anticristo (2Jo.7) Não há aqui nada que se relacione com o mercado especulativo da bolsa de valores teológica de nossos dias, até pelo fato de João ter para si e para os seus coetâneos que viviam já a última hora, e, que tais fatos lá acontecidos os faziam conhecer que já estavam vivendo a última hora. Ora pipocas!! se a última hora era aquela, como queremos que seja essa? Com relação a tempos, Paulo, também, foi bem claro: Ora, tudo isso lhes sobreveio como figuras, e estão escritas para aviso nosso (dele e dos seus leitores), para quem já são chegados os fins dos séculos 1ª Co.10:11. Doutra maneira, necessário lhe fora padecer muitas vezes desde a fundação do mundo; mas,AGORA, NA CONSUMAÇÃO dos séculos, uma vez se manifestou, para aniquilar o pecado pelo sacrifício de si mesmo (Hb.9:26). E já está próximo o fim de todas as coisas; portanto, sede sóbrios e vigiai em oração (1Pe.4:7). Será que esses homens estavam tão enganados ao ponto de criar falsas expectativas aos servos de Cristo em seus dias? Ou, não será as expectações criadas hoje um delírio deletério.

Ofertas Exclusivas!!!!